Scroll to top
© 2018, Desenvolvido por Maisify
Partilhar

ALIMENTOS ORGÂNICOS


Corpo Perfeito - 14 Março, 2019 - 0 comments

Os alimentos orgânicos normalmente são conhecidos por não possuírem agrotóxicos, mas sua composição vai muito além disso. Também não são plantados com adubos artificiais e portanto o solo é mais rico nutricionalmente e com isso já possuem mais vitaminas e minerais que os alimentos convencionais. E por não levar agrotóxicos, esses alimentos também tem uma carga de fitoquímicos (antioxidantes que protegem contra envelhecimento precoce e previnem várias doenças) muito maiores. Só para vocês terem noção:

Tomate: 23% mais vitamina C;

Batata (estudo de 2005): o orgânico tem 21% mais de fibra, 20% mais proteína, 54% mais ferro, 17% mais cálcio e 80% menos de nitritos e nitratos (que fazem mal à saúde);

Trigo (estudo de 2003): possui 1300% mais selênio, 540% mais manganês, 120% mais cálcio;

Milho (estudo de 1993): os milhos orgânicos contém 1800% a mais de cálcio, 2200% a mais de iodo, 160% a mais de ferro, 300% a mais de magnésio, 210% a mais de fósforo e 80% a menos de alumínio e mercúrio (nocivos à saúde).

Os alimentos orgânicos são um pouco mais caros e dependendo da situação da família, acaba por ser um orçamento pesado… Então como adaptar essa realidade na sua casa?

Podemos começar por evitar consumir os alimentos que são piores, que levam mais químicos e mais agrotóxicos… e dessa maneira, aos poucos, ir adaptando os alimentos.

Risco alto (que devemos considerar primeiro) –  Sujeitos ao ataque de pragas e doenças, recebem uma grande quantidade de substâncias químicas.

Alface, batata, tomate, maçã, pêssego, papaia, figo, morango.

Risco médio –  Estes itens têm um ciclo mais curto de cultivo, e por isso, a quantidade de aplicações de protetores químicos é menor em comparação á lista anterior:

Arroz, beterraba, cenoura, alho, banana, manga, abacaxi, laranja, melancia, mamão e maracujá.

Risco baixo –  Têm um ciclo de cultivo mais curto, recebendo menos agrotóxicos:

Feijão, abacate, acerola, tangerina e nêspera.

Related posts